19ª Legislatura 2019 - 2022

Notícia

Sessão Especial abre oficialmente a Semana Paraense de Prevenção ao Uso de Drogas, na Alepa

20/06/2022 19h31 - Atualizada em 20/06/2022 19h41
Por Dina Santos - AID - Comunicação Social

Com o auditório João Batista lotado, a Comissão de Prevenção às Drogas (Copred) da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) de Atenção Psicossocial, e as perspectivas de desafios do trabalho intersetorial.

A Sessão marca o início da programação da Semana Paraense de Prevenção e Combate ao Uso de Drogas, com programação até o próximo dia 26 de junho, com objetivo de fortalecer os canais de diálogos com os poderes no âmbito estadual para discutir, propor e monitorar políticas, programas e projetos que respondam às necessidades desta parcela da população, a partir de ações integradas com diversos poderes públicos e sociedade civil organizada.

O presidente da Copred, deputado Fábio Freitas, é o autor do requerimento para a realização da Sessão Especial. "Nesta semana, iniciamos a metodologia de trabalho da necessária atualização da Política Estadual sobre as drogas", disse o deputado. "Reconhecer a necessidade de atuação integrada entre todos as instituições é sempre o caminho diante da complexidade da questão do combate às drogas", avaliou o parlamentar.

A Semana Estadual de Prevenção e Combate ao Uso de Drogas vai reunir 22 instituições, com atividades previstas em 12 municípios do interior do estado.


O vereador Ângelo Tapajós destacou as dificuldades enfrentadas no interior, "principalmente nas comunidades terapêuticas, que prestam assistência aos usuários de drogas e suas famílias".

Maria Ildecy MoraesDentro da proposta de atuação integrada, a coordenadora estadual de saúde mental, da SESPA, Maria Ildeny Moraes, lembrou que "todo o trabalho é direcionado à integralidade do atendimento das pessoas com transtornos, muitos dos quais são causados pelo uso de drogas".

Renata SaldanhaA psicóloga Renata Saldanha, da SEMEC, destacou a importância de quem trabalha diretamente no combate às drogas nas escolas. "Só que está inserido nas escolas, n chão da escola, sabe o que ocorre nesses ambientes. Nosso dever, além de promover educação, é promover a saúde", explicou ela. "O uso de drogas, não só por parte dos alunos, mas também de familiares dos alunos, é hoje uma das principais causas da evasão escolar", lamentou.

Cel. Elson Brito da SilvaPela Polícia Militar, o coronel Elson Brito da Silva, da diretoria de Direitos Humanos da corporação, ressaltou a atuação da PM na prevenção. "O Pará tem sido referência na redução da criminalidade, pelos fortes investimentos em repressão e em prevenção", afirmou. "A proposta da PM é trabalhar para a comunidade para, no futuro, trabalhar com a comunidade. É a política de integração com a sociedade".

Promotora Elaine Castelo Branco - MPA promotora de justiça Elaine Castelo Branco elogiou a iniciativa da Comissão de Prevenção às Drogas da Alepa, que tem como objetivo promover um espaço de discussão sobre o tráfico e consumo de drogas, na atualidade, questão que se configura como uma das mais importantes problemáticas sociais dos tempos atuais, com a participação de autoridades políticas e de especialistas, uma vez que impactam a qualidade de vida das pessoas, além de afetar de forma direta os familiares.

"A droga é como uma erva daninha que destrói famílias, destrói lares e afeta o cidadão que se torna dependente, no fundo do poço. Hoje temos a Alepa integrando o Conselho de Drogas e outras instituições, para juntas pensarem na saúde da população, no combate às drogas", avaliou.

Secretário Wlaber MilhomenO secretário de Justiça e Direitos Humanos, Walber Milhomen, lembrou da importância de envolver as prefeituras e conselhos municipais, "porque é no interior que encontramos os problemas. O uso de drogas não se dá apenas nos grandes centros, na região metropolitana. Está em todos os municípios e temos que estar atentos no combate às drogas", ressaltou. "Contar com a participação das prefeituras nesse processo preventivo é fundamental. Esse é um trabalho permanente, de todos os dias", concluiu.

Realidade - Realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com outras instituições, o 3º Levantamento Nacional sobre o Uso de Drogas Pela População Brasileira, divulgado em 2019, mostrou que 3,2% dos brasileiros usaram substâncias ilícitas nos 12 meses anteriores à pesquisa, o que equivale a 4,9 milhões de pessoas.

Homenagens – Ao final da Sessão Especial, a Comissão de Prevenção às Drogas da Alepa entregou medalhas e certificados alusivos à Semana Paraense de Prevenção ao Uso de Drogas para 120 pessoas que estão na linha de frente do combate às drogas, entre educadores, profissionais de saúde e assistência e na segurança pública.

O deputado Fábio Freitas anunciou que já protocolou cinco Projetos de Lei que tratam do combate ao uso de drogas no Estado. As proposições já começaram a tramitação nas comissões da Alepa.

Participaram da Sessão Especial o Vereador Ângelo Tapajós, de Santarém; a Promotora de justiça Elaina Castelo Branco, do Ministério Público do Estado; Walber Milhomen, secretário de justiça e direitos humanos; Cel. Elson Brito da Silva, diretor de Direitos Humanos da PM; Juliane Macedo, representante da OAB-PA; Artur Jansen, diretor da Associação Pólo Produtivo Pará- APPP; Renata Saldanha, psicóloga da SEMEC; Maria Ildeny Moraes, coordenadora estadual de saúde mental, da SESPA; e Nelcy Colares, presidente da Organização Cuidar.

 

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: imprensa@alepa.pa.gov.br | Sistemas
Ouvidoria: ouvidoria.alepa.pa.gov.br

Todos os Direitos reservados | 2019