Dep Bordalo

Deputado Estadual - PT

Notícia

Bordalo presta homenagem ao músico paraense, Paulo André Barata

27/09/2023 15h47 - Atualizada em 14/10/2023 15h50
Por Thais Peniche - Assessoria Dep Carlos Bordalo
Autor dos sucessos Pauapixuna”, “Foi Assim” e “Este rio é minha rua”, imortalizados na voz de Fafá de Belém deixará saudades

O deputado Bordalo (PT) apresentou, na última terça-feira (26), durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa do Pará (ALEPA) o requerimento nº 545/2023 que declara votos de pesar aos familiares, amigos e admiradores do músico paraense, Paulo André Barata. Com a alma entristecida, o mandato presta solidariedade pela partido do músico, que faleceu no dia do seu aniversário, aos 77 anos.

Em um momento de profunda tristeza, o deputado Bordalo apresenta a proposição para prestar uma justa homenagem a um dos maiores talentos musicais da região norte e do Brasil. O artista em questão é reconhecido por sua voz única e melódica, capaz de emocionar e tocar o coração de milhares de pessoas ao redor do país.

Infelizmente, Paulo partiu de forma prematura. Sua passagem deixará saudades no coração daqueles que admiravam sua arte. Sua música continuará ecoando e inspirando gerações futuras.

Leia Mais: Projeto de Lei propõe reconhecer banda de fanfarra quilombola como Patrimônio Imaterial no Pará

Paulo André Barata imortalizou-se como um dos mais importantes compositores do Pará e do Brasil. Suas obras transcendem gerações e fronteiras, expondo de forma lírica e engajada a cultura da região amazônica. Com a Amazônia como principal fonte de inspiração, suas composições tocaram profundamente o coração do público, estabelecendo um legado duradouro na música nacional.

Bordalo registra: Um Ícone da Cultura Paraense
Além de seu inegável talento musical, Paulo Barata era reconhecido por suas qualidades como ser humano. Gentil, alegre, generoso e amigo, conquistava a todos com sua personalidade cativante. Sua paixão pela música e pela cultura paraense o levou a romper fronteiras e propagar as riquezas do Pará pelo Brasil afora. Seu legado como um grande admirador e propulsor da cultura paraense é indiscutível e será lembrado com admiração por todos que tiveram o privilégio de conhecê-lo.

Um verdadeiro símbolo da cultura paraense, o artista construiu sua notável trajetória musical em parceria com seu ilustre pai, o renomado poeta Ruy Barata. Juntos, eles deram vida a verdadeiros hinos da música paraense, como "Pauapixuna," "Foi Assim," e "Este rio é minha rua," canções que se eternizaram na voz inconfundível de Fafá de Belém.

As composições de Paulo André Barata não apenas encantaram o público, mas também foram interpretadas por grandes nomes da música brasileira. Seus versos e melodias continuam a ecoar nos corações dos amantes da música, celebrando a diversidade e a riqueza cultural da Amazônia. Suas canções são verdadeiras joias que enriquecem o patrimônio musical do Brasil.

No dia 21 de setembro, a gravadora Biscoito Fino lançou o aclamado songbook intitulado "A Música De Paulo André e Ruy Barata", uma emocionante viagem através das composições de Ruy e Paulo André Barata. O álbum conta com 22 faixas, sendo interpretado por diversos artistas , incluindo nomes como Maria Rita, Zeca Pagodinho, Dona Onete, Pinduca, Zé Renato e Fafá de Belém. O repertório do álbum reúne pérolas como "Foi Assim", "Porto Caribe", "Cantiga da Correnteza" e "Pacará", entre outras, proporcionando uma experiência musical única.

A partida prematura de Paulo André Barata, renomado músico e compositor paraense, incide sobre nós como uma perda irreparável, um vazio insondável que se estende pelas veias da música e da cultura paraense e brasileira. Sua arte transcendia fronteiras, sendo um verdadeiro ícone na cena musical, não apenas em sua terra natal, mas também além das fronteiras do Pará.

Paulo Barata, como era carinhosamente chamado por amigos e fãs, deixou um legado musical de valor inestimável. Com sua voz marcante, suas letras poéticas e melodias cativantes, ele conquistou os corações de muitos e se tornou uma referência para uma geração de artistas. Sua música era um reflexo da riqueza e diversidade cultural de sua terra, mesclando ritmos amazônicos com influências do rock, reggae e MPB.

Além de sua habilidade inquestionável como músico, Paulo Barata carregava consigo um espírito generoso e um coração aberto para a colaboração e o talento alheio. Ele dedicou grande parte de sua carreira a apoiar e incentivar jovens músicos, abrindo portas e oportunidades para que pudessem mostrar seu trabalho ao mundo.

Embora sua partida deixe um vazio profundo, temos a certeza de que sua música e seu espírito iluminado continuarão a ecoar através dos tempos. Paulo Barata será sempre lembrado como uma estrela que brilhou intensamente e que, mesmo fisicamente ausente, continua a inspirar e impactar os corações daqueles que têm o privilégio de ouvir suas canções.

Que sua jornada seja lembrada com carinho, respeito e gratidão por todos nós, que tivemos a honra de testemunhar seu talento. Viva Paulo Barata, que sua voz continue a ecoar eternamente em nossos corações e na história da música brasileira.

A proposição foi enviada à Prefeitura de Belém, à Câmara dos Vereadores, ao Grupo O Liberal, ao jornal Diário do Pará, à Secretaria de Cultura do Estado do Pará (SECULT), à Fundação Cultural do Estado do Pará (FCP) e à União Brasileira de Compositores para que seu legado e contribuições sejam reconhecidos e preservados.

* Os textos produzidos pelas assessorias de cada parlamentar são de responsabilidade de seus autores.

Entre em contato


Gabinete

...

Endereço:

Praça Dom Pedro II, 2 - Cidade Velha, Belém - PA, 66020-240


Telefone: (91) 3213-4298/4368

Endereço:

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha

CEP: 66020-070 Telefone: (91) 3213-4200

AID — Assessoria de Imprensa e Divulgação

Todos os Direitos reservados | 2019