19ª Legislatura 2019 - 2022

Notícia

Departamento de Bem-Estar Social da Alepa e Hemopa promovem campanha de doação de sangue

01/12/2021 13h23 - Atualizada em 01/12/2021 14h09
Por Mara Barcellos - AID - Comunicação Social

Solidariedade, compromisso social e amor. São palavras que definem o sentimento dos servidores da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) que participam da Campanha de Doação de Sangue da Fundação Hemopa em parceria com o Departamento de Bem-Estar Social (Dbes), realizada nesta quarta – feira (01.12), na entrada da sede do Poder Legislativo.  

Esta é a primeira campanha de doação de sangue entre a Alepa e o Hemopa. A ação faz parte do plano de trabalho do Dbes em contribuir com campanhas de conscientização de saúde junto aos servidores do Legislativo Estadual.

Para a diretora do Departamento de Bem-Estar Social, Karla Lobato, o intuito é promover entre os funcionários, e até com os visitantes, o sentimento de solidariedade e responsabilidade com a doação de sangue para ajudar as pessoas.

“Para nós, do Departamento de Bem-Estar, é muito importante esse dia. Nós realizamos o contato com o Hemopa e a equipe disponibilizou os serviços e o ônibus. Nós temos uma meta a cumprir aqui, e existe o desejo de continuar com essa campanha, porque entendemos a real necessidade desse ato, que é considerado um ato de amor também. Que seja a primeira campanha de muitas que virão pela frente”, ressaltou.

Karla Lobato acompanha as doações dos servidores

Durante os preparativos que antecederam a campanha, foram feitas reuniões com equipes do Hemopa e Dbes para a formação de multiplicadores entre os servidores, para que pudessem levar informação adequada junto aos funcionários e público visitante sobre a importância da doação de sangue e todo o processo envolvido.

Uma única bolsa possui 450 ml de sangue e pode salvar até quatro vidas, já que os componentes do sangue (plaquetas, plasma e hemácias) são separados e utilizados de acordo com necessidade de cada paciente.

O sangue é um composto de células que cumprem funções como levar oxigênio a cada parte do corpo, defender o organismo contra infecções e participar na coagulação. 

A gerente de captação de doadores de sangue do Hemopa, Nazaré Saldanha, enfatizou a importância da parceria com Alepa para contribuir com o estoque de sangue e ajudar no abastecimento de 180 hospitais estaduais que dependem dessas doações.

Karla Lobato, do Dbes, e Nazaré Saldanha, do Hemopa

“É uma alegria ter essa parceria. As instituições parceiras são as que fazem o movimento do bem girar. Essa militância em relação à doação de sangue, que diretamente salva vidas, representa os nossos braços, nossos pés e principalmente as nossas vozes em relação à multiplicação de pessoas captadores de doadores, para que a gente possa deixar o nosso estoque de sangue em equilíbrio”, destacou.  

“Qualquer quantidade é válida, porque uma bolsa pode salvar até quatro vidas diretas. E isso quando a gente fala de vidas de pacientes que a gente sabe, que quando adoece, numa situação de internação urgente, é toda uma família que adoece. Então quando uma vida é salva, a gente está ajudando a salvar muitas vidas indiretamente”, completou.

Doar sangue é um ato simples, rápido e seguro, mas devido à pandemia do novo coronavírus, houve redução no número de doadores, dificultando os trabalhos dos hemocentros na disponibilização de sangue, devido ao baixo estoque de todos os tipos sanguíneos. Para garantir atendimentos nas unidades e campanhas, todos os cuidados de protocolos de segurança estão sendo seguidos.

Doação que salva

A servidora pública do Departamento de Divisão de Anais, Carolina Gobeth, enfatizou a relevância da campanha para ajudar quem precisa de sangue. Ela tem um filho de quatro anos que faz tratamento oncológico e necessita constantemente de sangue. Para ela, que é doadora há mais de 15 anos, a campanha significa um ato de doar vidas.

Carolina Gobeth

 “E nessas horas que você vê a importância e a necessidade de doar sangue, que é um ato de doar vida. Você doa vidas para outra pessoas e isso é tudo. Essa campanha aqui é uma iniciativa maravilhosa, e oportuniza e facilita a doação entre os servidores e aproxima da comunidade e todos que visitam a Alepa”, evidenciou.

Para Julião Oliveira, de 45 anos, que trabalha em uma empresa terceirizada na Alepa, a doação de sangue é necessária para ajudar a salvar vidas e deve ser incentivada.

Julião Oliveira

“Doar sangue para mim é um ato necessário para ajudar outras pessoas. Já tive amigos que precisaram de sangue e isso me motivou a fazer a doação. Também estou incentivando os meus filhos a doarem, porque esse deve ser nosso compromisso como ser humano”, disse.

Atendimento

Um ônibus da Fundação Hemopa esteve em frente à sede do Poder Legislativo, desde às 8 horas, para realizar a coleta de sangue dos servidores e visitantes que quiseram participar da campanha, demonstrando comprometimento com o próximo.

Doação em números

Segundo o Ministério da Saúde, 1,8% da população doa sangue de forma regular. Esse número fica um pouco abaixo dos 2% ideais definidos pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), mas bem atrás dos 5% registrados em países da Europa.

As doações constantes são essenciais para os estoques de plaquetas, que ajudam no controle de sangramentos e são usadas em tratamentos contra o câncer, por exemplo.

Quem pode doar

O cidadão precisa seguir os critérios básicos: ter entre 16 e 69 anos, (menores de idade devem estar acompanhados do responsável legal); pesar mais de 50 kg; estar em boas condições de saúde.

No momento do cadastro, é obrigatório apresentar documento de identificação oficial, original e com foto (RG, CNH), passaporte ou carteira de trabalho.

Quem teve Covid-19 também pode voltar a doar, só precisa esperar 30 dias após a cura. Quem teve contato com pessoas que tiveram a doença deve esperar 14 dias após o último contato.

Para quem recebeu a vacina Coronavac/Butantã, são 48 horas de inaptidão para doação, após cada dose. Já para quem tomou as demais vacinas é recomendado esperar 7 dias após cada dose.

No dia da doação, é importante ter se alimentado de maneira leve nas quatro horas que antecedem a doação e não ter ingerido bebida alcoólica.

Hemocentro Belém

Endereço: Travessa Padre Eutíquio, 2109. Bairro Batista Campos.
Atendimento: Segunda a sexta (7h30 às 18h) / sábado (7h30 às 17h)
Contatos: 3224-5048 / 0800 280 8118 - E-mail captacao@hemopa.pa.gov.br

 

 

 

 

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: imprensa@alepa.pa.gov.br | Sistemas
Ouvidoria: ouvidoria.alepa.pa.gov.br

Todos os Direitos reservados | 2019