19ª Legislatura 2019 - 2022

Notícia

Deputados se reúnem com prefeitos e secretários de saúde da Região Araguaia e ouvem reivindicações

12/06/2020 11h52 - Atualizada em 12/06/2020 12h05
Por Mara Barcellos - AID - Comunicação Social

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) realizou a quinta reunião por videoconferência para ouvir prefeitos e secretários de saúde sobre as ações e dificuldades enfrentadas no combate à Covid-19. O encontro virtual aconteceu nesta quinta – feira (11.06), durante três horas e meia e reuniu nove gestores municipais da Região Araguaia, composta por 15 municípios. Ao todo, já foram ouvidos agentes públicos das Regiões do Caeté, Marajó, Tocantins e Xingu.    

O deputado e presidente da Comissão, médico cardiologista Dr Jaques Neves, conduziu a reunião e ressaltou o protagonismo do Poder Legislativo Estadual em promover o debate em busca de soluções para atender as reivindicações dos munícipes paraenses no enfrentamento à Covid.

“Através do requerimento da deputada Ana Cunha, que foi aprovado à unanimidade, a Alepa pode  protagonizar essas reuniões que visam, neste momento em que a Covid diminuiu o pico dela na região metropolitana e se estende ao interior do Estado, a nossa preocupação com essa situação. Precisamos estender a mão amiga para ouvir os problemas que os prefeitos e secretários estão enfrentando para que a gente possa ouvir as demandas e buscar soluções”, reiterou.      

Membro efetivo da Comissão, o deputado e médico oftalmologista Dr Galileu, destacou a atuação do Estado em resposta aos trabalhos do Parlamento Paraense.

“O Estado tem dado respostas às demandas dos municípios e isso é bom porque a gente sente a presença do governo, sente que as nossas reuniões não apenas discutem os assuntos, mas que as deliberações de fato chegam até aqui e aquilo que tem sido responsabilidade do estado, ele tem dado resposta”.  

Realidade Araguaia  

A Região Araguaia possui dois Hospitais Regionais, o de Conceição do Araguaia e Redenção, porém não são suficientes para atender toda a demanda da população para o tratamento de Covid. Além da falta leitos de UTI’s, que estão todos ocupados nessas unidades regionais, os municípios menores e distantes dos grandes centros ainda enfrentam o problema de logística no transporte aéreo de pacientes graves para receber o tratamento em Belém ou nos Regionais.

O prefeito de Redenção, Carlo Iavé Furtado de Araújo, mais  conhecido por Iavé, relatou que a maior dificuldade do município é a falta de leitos de UTI’s. Ele informou que existe na cidade um hospital particular que, com apoio do Estado, poderá ajudar a solucionar esse problema.

“Todos os nossos hospitais estão lotados, até porque os municípios da região usam os nossos serviços de saúde. Aqui tem um hospital particular que possui 10 leitos de UTI’s prontos, mas precisam de respiradores e equipamentos adequados para realizar o tratamento. Se o Estado estabelecer uma parceria enviando os equipamentos e puder intervir e fechar um acordo com eles, nós teríamos mais leitos de UTI’s à disposição da população”, sugeriu.

Os poucos recursos orçamentários das prefeituras impedem investimentos em melhoramento de infraestrutura dos hospitais municipais como reformas e ampliações, o que dificulta ainda a aquisição de ambulâncias e UTI’s móveis, compra de respiradores e medicamentos específicos para o tratamento da doença.       

José de Fátimo dos Santos, secretário de saúde de Bannach, disse que as dificuldades do município são de recursos financeiros para reformar o hospital municipal e para a compra de medicação e Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), pelo alto custo que estão sendo comercializados no mercado.

“Uma das coisas que a gente pede é a reforma do hospital municipal e equipamentos para estar ajudando no atendimento à Covid. A dificuldade de adquirir EPI’s e medicamentos é muito grande porque os preços desses produtos aumentou muito no mercado. O governo tem enviado recursos, mas devido ao alto preço ainda temos dificuldades de fazer a compra”, destacou.

Outra questão muito discutida pelos prefeitos e secretários de saúde diz respeito sobre as dificuldades de logística no transporte aéreo de pacientes graves. A prefeita Minervina, de São Félix do Xingu, apresentou uma solução que poderá solucionar o problema. O município possui uma aeronave, mas não tem condições de manter o serviço sem ajuda das prefeituras.    

“A nossa maior dificuldade é conseguir vagas quando precisamos transportar pacientes de São Félix do Xingu. Desde fevereiro, estamos tendo essas dificuldades. Para a logística eu tenho uma proposta: o município está com avião que estamos como fiel depositário, mas o município sozinho não dá conta de fazer nada, mas se os prefeitos e o Estado nos ajudarem a montar uma UTI aérea, porque essa logística daqui para Belém ou Redenção não é fácil”, observou.

Os representantes políticos de Cumaru do Norte e Santa Maria das Barreiras reclamaram da falta de apoio da Polícia Militar para garantir maior segurança nas medidas preventivas de isolamento social junto à população.    

“Precisamos de mais apoio da Polícia Militar para nos ajudar a controlar a circulação de pessoas nas ruas e a cumprir o isolamento social”, disse o prefeito de Santa Maria das Barreiras, José Barbosa.  

A Região Araguaia é povoada por comunidades indígenas e isso preocupa os agentes públicos. Em São Félix do Xingu são 3 mil índios e 15 deles já foram positivados com Covid. A baixa imunidade e a própria cultura que eles apresentam necessita de uma política diferenciada.

Atuação

O deputado Alex Santiago, representante da região no Legislativo Estadual, reforçou a intermediação junto ao Poder Executivo para poder trazer soluções aos municípios.    

“Estou articulando com o governo para liberar recursos para a reforma do hospital municipal de Pau D’Arco e também estou aguardando a liberação de emendas contingenciadas para poder liberar alguns convênios para os municípios”, informou.  

A deputada Cilene Couto também disse que aguarda liberação de uma ambulância por parte da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa).

“Tenho uma ambulância para ser liberada para Xinguara. Vou verificar com a Sespa no sentido de pontuar a entrega  desse veículo o mais rápido”, comentou.    

Ainda durante a reunião, o titular da Comissão de Saúde, Dr Jaques Neves, entrou em contato com representantes de secretarias estratégicas, com o intuito de obter soluções para as demandas mais urgentes reivindicadas pelos participantes. Portanto, conseguiu intermediar a adiantar algumas questões.  

“Já temos também resposta para provável habilitação do leito da estrutura do hospital particular em Redenção e também sobre as questões das emendas necessárias para os municípios que precisam, sobretudo na área das ambulâncias. Sobre a segurança pública para Cumaru e Santa Maria das Barreiras já temos resposta inicial”, esclareceu. 

Governo

Participando como representante da Casa Civil do Governo Estadual, Josenir Nascimento, ressaltou a importância dos trabalhos em ouvir os agentes políticos das regiões e esclareceu situações que foram alvo de reivindicações.         

“Fiquei atento às falas dos  prefeitos e secretários e pude ter um panorama geral da região. Isso vai nos ajudar bastante a encaminharmos soluções para a região. Acredito que já tenham leitos disponíveis no Regional de Redenção e o de Conceição do Araguaia atrasou, mas a ideia é fazer com que isso se torne realidade o mais rápido possível. Sobre a questão do repasse, o Estado estava com dificuldades porque, assim como os municípios, também teve queda na arrecadação e graças a Deus tivemos um socorro ontem e a gente espera que se normalize a partir de segunda - feira”, ressaltou.       

“O problema indígena na região é uma questão muito forte e a sugestão é abrirmos leitos especiais para os indígenas na região, porque conseguimos abrir em Marabá. Isso é um problema seríssimo porque os índios têm um sistema imunológico mais frágil que o nosso”, concluiu.

Participaram da reunião os seguintes municípios: Bannach, Cumaru do Norte, Pau D’Arco, Redenção, Sapucaia, Santa Maria das Barreiras, São Félix do Xingu, Tucumã e Xinguara.

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: imprensa@alepa.pa.gov.br | Sistemas
Ouvidoria: ouvidoria.alepa.pa.gov.br

Todos os Direitos reservados | 2019