19ª Legislatura 2019 - 2022

Notícia

Alepa se une ao Poder Executivo na prevenção contra o coronavírus

17/03/2020 21h13 - Atualizada em 17/03/2020 17h47
Por Dina Santos - AID - Comunicação Social

Os deputados saíram da Sessão Ordinária no auditório João Batista, nesta terça-feira (17/03), direto para uma reunião na sala dos Ex-Presidentes, onde o secretário de saúde Alberto Beltrame aguardava para dar esclarecimentos sobre as medidas tomadas pelo Governo do Estado do Pará para conter a propagação do coronavírus e a prevenção do COVID-19. O objetivo da reunião foi tranquilizar os parlamentares e a sociedade, que deve manter a serenidade e os cuidados preventivos.

"É importante que a população saiba que, neste momento, não há nenhum caso confirmado no Pará (17 de março). Não há pessoas com coronavírus no Pará, só temos alguns casos em análise. Vamos levar somente a verdade à população, estamos fazendo o nosso trabalho", destacou o secretário Alberto Beltrame. "O Parlamento também deve fazer sua parte, já que tem uma ligação direta com a sociedade. Todos os dias, essa Casa recebe pessoas de diferentes localidades. Quanto mais cuidado as pessoas tiverem, menos transmissão teremos. Vamos combater as fake news, cada cidadão deve fazer sua parte, o governo está fazendo a dele", afirmou Alberto Beltrame.

Segundo ele, "as autoridades sanitárias do estado estão alertas, isso não vai mudar, estaremos absolutamente alertas e transparentes, transmitindo sempre todas as informações com responsabilidade, porque é obrigação do Governo manter a sociedade informada, e é um dever nosso necessário que as pessoas saibam o que está acontecendo e quais as providências as autoridades estão tomando", explicou Beltrame. "É importante também ter a referência do Poder Legislativo, dos deputados, que têm um papel muito importante no contato com a sociedade, com a população, para nos ajudar a esclarecer e a levar sobretudo a verdade. Esta é a forma de administrar com serenidade um momento de emergência em saúde pública. Não há pior veneno do que uma informação errada, alarmista, sendo repetida à exaustão", afirmou o secretário.

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), deputado Dr. Daniel Santos, garantiu que "este Poder Legislativo dará condições de trabalho para cada servidor. A partir de amanhã vamos assinar um decreto com certas restrições que visam preservar a saúde e a tranquilidade daqueles que desempenham o seu trabalho dentro desta Casa" antecipou o presidente da Alepa.

Ele explicou que convidou o secretário de saúde para que trouxesse alguns esclarecimentos sobre o coronavírus. "Que a Sespa olhe com muita atenção para os servidores públicos e para a população paraense. Os trabalhadores da saúde não podem faltar ao trabalho, são eles que vão cuidar da população", lembrou o deputado Dr. Daniel Santos. "Esta é uma Casa de Leis e já estamos tomando algumas medidas diante desta situação", garantiu.

Prevenção - O Ato da Mesa Diretora número 124/2020, que será formalizado nesta quarta-feira (18/03), estabelece algumas medidas preventivas que irão vigorar no Poder Legislativo. Entre elas, a manutenção apenas as sessões ordinárias e reuniões de comissões. As Sessões Especiais e Solenes serão temporariamente suspensas; o acesso do público também será restrito por 15 dias. O conteúdo completo do Ato pode ser acessado clicando aqui

Servidores dos grupos de risco, como portadores de doenças crônicas e com mais de 60 anos, serão liberados. Qualquer deputado ou servidor que viajou recentemente para locais com casos confirmados de coronavírus terão que cumprir quarentena de 15 dias em casa e autorizações para novas viagens estão suspensas.

A conversa com o secretário Alberto Beltrame se estendeu pela tarde toda, e os deputados puderam tirar dúvidas e apresentar sugestões para o Governo.

"Há uma preocupação muito grande da sociedade, é hora de fazer com que informações sérias e verdadeiras cheguem até o cidadão. Ressalto aqui também a importância dos cuidados que cada profissional possa ter, seja o professor, o repórter que vai até às ruas colher informações para levar às pessoas", disse a deputada Heloísa Guimarães.

Para a Deputada Nilse Pinheiro, a reunião foi de extrema necessidade. " Nós, enquanto representantes do povo, devemos levar para todo o Estado que medidas estão sendo feitas. Como educadora, preciso saber se vai acontecer e como será feita a antecipação das férias escolares, já que o Ministério da Saúde nos deu essa recomendação. Nossas dúvidas foram esclarecidas e agora está claro que nós não devemos nos alarmar, vamos fazer a recomendação dos cuidados que devemos ter", disse a deputada.

"Se tem uma coisa que aprendi com essa crise foi como lavar as mãos. Nunca tive tantas lições sobre isso", disse o deputado Carlos Bordalo. "Se avançarmos para termos outros costumes também, como cuidar para ter ônibus limpos e desinfectados, nos preocuparmos em assegurar na relação com outras pessoas que podemos ser mais cuidadosos, nós podemos enfrentar esse problema do presente com muito mais capacidade civilizatória para enfrentar as crises mundiais que virão, porque as infecções sempre vão existir na humanidade, a cada ciclo vão aparecer novas e nós precisamos nos preparar. Fica claro que nossos profissionais de saúde e o SUS são uma garantia que o Brasil tem para enfrentar com competência esses grandes desafios", avaliou Bordalo.

Sobre a prevenção ao coronavírus, o deputado avaliou que "as explicações do secretário são prudentes, a cada etapa é preciso ter uma estratégia adequada para o momento e se anteciparmos muito uma etapa que poderá vir ou não, poderíamos criar situações indesejadas. O momento é para manter a serenidade. Saio daqui bem tranquilo ao perceber que o Pará está preparado para enfrentar qualquer etapa dessa pandemia".

O deputado Dirceu Ten Caten também considerou importante ouvir o secretário de saúde. "As informações do secretário de saúde, Alberto Beltrame, são valorosas, ele que já foi do quadro do Ministério da Saúde em três oportunidades, que já vivenciou momentos difíceis como o episódio da H1N1. Ele nos tranquilizou em relação às medidas que o Pará e o Ministério da Saúde estão adotando, como o anúncio de que o Pará vai receber 20 novos leitos de UTI para tratar dos casos que venham a requerer atendimento intensivo. O importante é que não deixe o pânico tomar conta da sociedade, a gente precisa ter a nossa rotina, evitar o que der para evitar, mas manter nossas rotinas minimamente para que o Estado continue funcionando e a economia não sofra tantos impactos. Saio daqui feliz com os resultados e com os encaminhamentos e a Alepa também vai fazer sua parte nesse esforço comum", garantiu o parlamentar.

"A reunião foi muito mais no sentido de acalmar os ânimos, de informar e discutir as medidas que vão ser tomadas e que já foram desenhadas em uma reunião anterior junto com o governador e outros secretários", explicou o deputado Fábio Filgueiras. "A posição do Governo é bem clara, para acalmar os ânimos, uma vez que não temos nenhum caso aqui no Pará, e ao mesmo tempo, ficar vigilantes para identificar novos casos de infecção da doença. Mas há uma preocupação muito grande para não deixar a situação se tornar um caos em razão das fake news, dos boatos sobre a doença. Não queremos um cenário de histeria coletiva por causa da doença", alertou.

"Entendemos a importância de tomar medidas que venham realmente conter a propagação do vírus, que acontece de forma muito célere, mas o Governo está tentando encontrar a medida correta para que o remédio não seja nem a mais, nem a menos, e as medidas sejam adotadas de acordo com a evolução e a gravidade da situação", avalia.

A deputada Diana Belo ressaltou que "este é um momento em que devemos ter essa união dos poderes Executivo e Legislativo, para que todos tenham as informações possíveis e juntos possamos conter esse vírus que está assolando o mundo. A nossa preocupação hoje é com o nosso Estado, com as medidas que precisamos tomar, aos cuidados para a prevenção".

Gustavo Sefer lembrou que "o secretário tem participado de muitas reuniões em Brasília, no Ministério da Saúde e nos esclareceu que, apesar da doença necessitar de uma atenção especial, vem tendo uma letalidade muito baixa no mundo inteiro", disse o deputado. "Algumas limitações vão ser tratadas na Assembleia Legislativa, mas acreditamos que sem muita demora já estaremos com a situação acalmada e normalizada", avaliou.

"O momento é de esclarecer à sociedade de que o Estado vem se preparando desde o dia 28 de janeiro com a instalação de uma equipe que pudesse pensar em todos os desdobramentos do que possa acontecer com a possível chegada do coronavírus no Pará, e nós estamos trabalhando no dia a dia para dar subsídios e condições de trabalho a cada paraense e ao governo nas ações que possam ser tomadas", concluiu o presidente Dr. Daniel Santos.

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: imprensa@alepa.pa.gov.br | Sistemas
Ouvidoria: ouvidoria.alepa.pa.gov.br

Todos os Direitos reservados | 2019