Notícia

Parlamento Estadual prestigia os 197 anos de independência do Brasil

07/09/2019 16h47 - Atualizada em 07/09/2019 17h11
Por Andrea Santos - AID - Comunicação Social

Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem
Ampliar imagem

Cerca de 10 mil pessoas prestigiaram o desfile cívico-militar na manhã deste sábado (7), na avenida Presidente Vargas, em Belém. A parada comemorou os 197 anos de independência do Brasil.

Foram mais de 4 mil homens e mulheres que abrilhantaram o desfile que contou com a presença de parlamentares da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa).

As tropas federais, estaduais e municipais; e grupamentos não institucionais se dividiram em pelotões, mostrando ao público uma apresentação que durou pouco mais de 3 horas.

O início do desfile ocorreu a partir da entrega da Tocha da Paz por um grupo de estudantes e atletas do Estado para o general do Exército, Paulo Sérgio de Oliveira, do Comando Militar do Norte.

O presidente da Alepa, deputado Dr. Daniel Santos, acompanhado de sua esposa, e dos  parlamentares Eraldo Pimenta, professora Nilse Pinheiro, delegado Caveira e delegado Nilton Neves, disse que a data deve ser festejada. "Nossa independência deve ser comemorada. Hoje é o dia em que o nosso país se tornou livre das amarras do colonialismo e um dia de celebrar, sobretudo, parabenizar a nossa pátria. Ver esses militares se dedicando ao trabalho pelo Estado é motivo de orgulho, cada pelotão aqui apresentado tem o seu valor e respeito do Parlamento Paraense, assim como toda a sociedade civil organizada", disse o presidente da Alepa, deputado Dr. Daniel Santos.

"Vejo novamente a alegria do patriotismo nas pessoas. Eu, como delegado de polícia, afirmo para vocês que nós estamos realmente num momento difícil, mas, eu tenho certeza que todos os parlamentares unidos com o governo do Estado e o nosso Presidente da Alepa, vamos conseguir alavancar nosso Estado que tanto precisa da nossa ajuda, nós estamos no caminho certo, gratidão pela presença dessas pessoas aqui", falou o deputado, delegado Nilton Neves.

A deputada professora Nilse Pinheiro disse que o momento é de civismo. "É com muita alegria que estamos ao lado do nosso governador do Estado, aplaudindo esse encontro de civismo. É um momento patriótico, nós estamos com o Brasil, com o povo, com todos que precisam do nosso apoio", comentou a parlamentar. "O Estado é liberto, temos muito a conquistar, as mulheres precisam de mais espaço no Brasil e no Estado", argumentou, a deputada, integrante da bancada feminina da Alepa.

José Augusto Castro, 57 anos, vendedor ambulante e pai de 4 filhos, teve a sua alvorada bem cedo, não apenas para prestigiar o desfile, mas também para trabalhar. "Trabalho nesse dia com muita alegria, não é fácil acordar cedo para ganhar o sustento, mas eu aprendi que é assim. Acho bonito essas moças e rapazes desfilando, acho bonito também a nossa história, só queria que o Brasil fosse mais respeitado, afinal todos nós fazemos parte dessa pátria que anda um pouco esquecida", disse ele.

"Tenho uma felicidade pessoal, há 26 anos eu desfilei pela Escola Tenente Rêgo Barro, e hoje ver meu filho pelo Colégio Militar de Belém é uma emoção especial e particular", comentou o governador do estado do Pará, Helder Barbalho. Ainda para o governador, a sociedade do Pará vir às ruas tem um significado. "Olhar a sociedade desse estado nas ruas celebrando o 7 de setembro é valorizar a história, a independência, a pátria. Temos que fazer por onde para construir uma sociedade melhor". Complementou o chefe do Poder Executivo. O governador, lembrou também que há a cumplicidade da união do Brasil com a Amazônia. "Existe uma preocupação do Brasil com a nossa floresta, e cabe a todos nós buscar e construir um futuro melhor para a região. Deve haver um olhar para a floresta, para as pessoas da região da Amazônia", encerrou, o governador Helder Barbalho.

Forças Armadas - A Força Aérea Brasileira, que coordenou o desfile desse ano, foi a primeira a entrar na Avenida com cerca de 500 militares, entre homens e mulheres, com destaque para o grupamento feminino, representando a presença das mulheres na FAB. Há mais de 37 anos, elas colaboram com a Defesa Nacional.

Logo após veio a Marinha do Brasil, o Comando do 4º Distrito Naval e suas organizações militares subordinadas. Foram 430 homens e mulheres entoando as canções " Fibra de Herói", "Viva a Marinha", e "Cisne Branco". O desfile da Marinha do Brasil contou com a apresentação de 4 viaturas operativas, levando a reboque 4 embarcações que são utilizadas nas fiscalizações do trafego aquaviário e inspeções navais realizadas pela Marinha, o que levou ao público um olhar especial.

O exército foi representado por 880 militares e 20 viaturas, com destaque para os alunos do Colégio Militar de Belém e cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras, com uniformes históricos.

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: imprensa@alepa.pa.gov.br | Sistemas

Todos os Direitos reservados | 2019