19ª Legislatura 2019 - 2022

Áudio MATÉRIAS E ESPECIAIS

01/08/2022 | 10:24
ESPECIAL - INFORMAÇÃO PRA VOCÊ - Há 200 anos, Dom Pedro I publicava manifesto contra Portugal - INFORMAÇÕES - RádioAgênciaNacional.

"Está acabado o tempo de enganar os homens." Assim começava o manifesto de Dom Pedro aos povos do Brasil em 1° de agosto de 1822. O texto atribuído ao político Joaquim Gonçalves Ledo apresentava as "causas da guerra travada contra o governo de Portugal." Era mais um passo a caminho do rompimento com a Coroa Portuguesa.

Na mesma data, foi publicado um decreto que declarava como inimigas quaisquer tropas de Portugal sem anuência do Príncipe. O documento autorizava ataques a embarcações portuguesas e, até mesmo, orientava a população em caso de uma possível invasão.

O manifesto reforçava o que estava no decreto. Havia uma lista de razões para que todo o povo apoiasse a posição de Dom Pedro. Entre elas, o mesmo destacou que Portugal "excluiu de fato os brasileiros de todos os empregos honoríficos, e encheu vossas cidades de baionetas europeias, comandadas por chefes forasteiros, cruéis, e imorais".

A publicação clamava pela união dos brasileiros de todas as regiões do país em prol da Independência. E bradava pelos "ilustres baianos", "valentes mineiros", "intrépidos pernambucanos". No encerramento, fez uma convocação: "Habitantes do Ceará, do Maranhão, do riquíssimo Pará, Vós todos das belas e amenas Províncias do Norte, vinde exarar, e assignar o Ato da nossa Emancipação, para figurarmos (é tempo) diretamente na grande associação política".

Até o Grito da Independência em 7 de setembro, muitas foram as manifestações que precederam o rompimento com a Coroa Portuguesa. Entre elas, decretos e manifestos como este de agosto.

Redação: Beatriz Evaristo

Sonoplastia: Messias Melo


Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: imprensa@alepa.pa.gov.br | Sistemas

Todos os Direitos reservados | 2021